Sobre nós

Aena é líder mundial em gestão aeroportuária com presença na Espanha (46 aeroportos e 2 heliportos), Reino Unido (aeroporto de Londres-Luton), México (12 aeroportos), Colômbia (2 aeroportos) e Jamaica (2 aeroportos), o que contribui para consolidar as sinergias de sua rede, com especial projeção na Ibero-América. Sua experiência, capacidade e equipamento profissional garantem um serviço integral de máxima qualidade na gestão de serviços aeroportuários, em que se promove, além disso, o início de tecnologias que permitam a prestação de serviços inovadores e sustentáveis. Tudo isso com o objetivo de garantir aos seus clientes, passageiros e companhias aéreas, eixo da estratégia da companhia, os mais altos standards de qualidade, segurança e serviço.

Aena desempenha na área de influência dos seus aeroportos um papel de motor econômico, com um compromisso permanente de desenvolvimento e sustentabilidade econômica, social e ambiental. Seu modelo de negócio está alinhado com a Agenda de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas para contribuir com ações locais para alcançar objetivos globais.

Desde janeiro de 2020, Aena Brasil gerencia o Aeroporto de Campina Grande-Presidente João Suassuna e o Aeroporto de Juazeiro do Norte-Orlando Bezerra de Menezes, desde fevereiro o Aeroporto de Maceió Zumbi dos Palmares, o Aeroporto de Aracaju-Santa Maria e o Aeroporto de João Pessoa-Presidente Castro Pinto, e desde março o Aeropuerto Internacional Recife/Guararapes-Gilberto Freyre. Estes seis aeroportos da região nordeste do Brasil registraram em 2019 um tráfego de mais de 13,8 milhões de passageiros, 6,5% do total do tráfego brasileiro. Concretamente, o aeroporto de Recife é o oitavo do Brasil por tráfego de passageiros totais e o sexto por tráfego de passageiros internacionais.

Tarifas Reguladas

A AEROPORTOS DO NORDESTE DO BRASIL S/A (AENA Brasil), é uma sociedade de propósito específico, delegatária do Poder Público, responsável pela execução do Contrato de Concessão n.º 001/ANAC/2019.

O objeto do Contrato de Concessão n.º 001/ANAC/2019 é a concessão dos serviços públicos para a ampliação, manutenção e exploração da infraestrutura aeroportuária dos seguintes Aeroportos:

•    Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre (SBRF); 
•    Aeroporto de Maceió – Zumbi dos Palmares (SBMO); 
•    Aeroporto Internacional Santa Maria – Aracaju (SBAR); 
•    Aeroporto de Campina Grande – Presidente João Suassuna (SBKG); 
•    Aeroporto Internacional de João Pessoa – Presidente Castro Pinto (SBJP); 
•    Aeroporto de Juazeiro do Norte – Orlando Bezerra Menezes (SBJU).

Cumprimentando-o(a) cordialmente, vimos informar que, considerando a recuperação da atividade até níveis próximos a situação pré pandemia Covid-19, e no intuito de melhorar a eficiência das operações tanto dos nossos clientes quanto da própria Aena Brasil, a partir do dia 01/06/2022:

•    Apenas as aeronaves com matrícula internacional possuirão a modalidade de pagamento à vista (pré-pago).
•    As aeronaves de matrícula doméstica passarão a ter a modalidade de pagamento posteriori (pós-pago).

O faturamento de aeronaves de matrícula doméstica será realizado de forma mensal, e os boletos e notas fiscais serão encaminhadas via e-mail.

Portanto, solicitamos encarecidamente para que:

Caso seu cadastro não esteja atualizado, responder esse e-mail informando: 

a.    Matrícula(s) da aeronave;
b.    dados do operador:
      i.    CNPJ / Razão Social ou CPF / Nome Completo;
      ii.    Se CPF: data de nascimento;
      iii.    Endereço Completo
      iv.    Email(s)
      v.    Telefone(s)

Nota: A atualização cadastral e os novos dados serão considerados para os próximos faturamento a partir da data/hora da confirmação da alteração por parte da Aena Brasil.

Reiteramos que é de obrigação do cliente a atualização cadastral. O cadastro atualizado permite o recebimento das NFs e cobranças em dia e evita problemas administrativos, morosidade entre outros.
Os clientes que aderiram a caução, para permitir a modalidade de pagamento posteriori de acordo com a política vigente até 31/05/2022, poderão solicitar, caso desejar, a devolução do valor através do e-mail: contasareceber@aenabrasil.com.br

Veja também:

Consulte aqui as tarifas aeroportuárias de embarque, conexão, pouso, permanência, armazenagem e capatazia praticadas pela ANB.
Para as tarifas reguladas de pouso e permanência: Faz-se necessário que o piloto entre em contato com o COA (Centro de Operações Aeroportuário) do aeroporto que realizará a operação para informar que se trata de um voo de experiência / teste ou de instrução e solicitar a devida isenção prevista em lei, apresentando os documentos comprobatórios necessários.